Inicial > Blog da Mari
22/08/2016
Mandato participativo: uma proposta real para você ter voz

As eleições do próximo dia 2 de outubro têm como objetivo a escolha dos novos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores das cidades brasileiras. O dever e a responsabilidade de optar pelos melhores candidatos aos postos são os eleitores.

Em 2017, quando ocuparem seus cargos, os eleitos deverão ser a voz de seus eleitores dentro da prefeitura e da Câmara de Vereadores, fazendo com que as prioridades do povo sejam atendidas.

Acredito que os eleitos têm o dever de ser o reflexo daqueles que o elegeram, e também do restante da população. Um mandato não deve ser feito de acordo com os interesses de alguns, mas para o bem de todos.

Apesar de termos de eleger prioridades no nosso dia a dia, devemos sempre trabalhar com mais empenho para as propostas que atinjam a comunidade num todo. É uma forma de retribuir a confiança dos eleitores, e, acima de tudo, cumprir com o dever de agente público e cidadão.

Como candidata a vereadora, eu me comprometo a realizar um mandato participativo, em que os eleitores poderão contribuir com suas opiniões e sugestões. Todos terão a oportunidade de pedir melhorias para a cidade, e me auxiliar a elencar o que há de mais importante a ser feito.

Além de discutir os projetos e os requerimentos no plenário da Câmara, quero levá-los ao conhecimento da população, a fim de que cada pessoa possa falar a respeito. Para que, na hora das votações, eu possa levar em consideração todas estas opiniões.

 

Mandato participativo
Aqui no meu site já tem uma ferramenta que proporciona a participação popular diante dos projetos da Câmara de Vereadores

 

 

Uma proposta real, que já está em prática

Aqui nesse site, tem um espaço dedicado somente para isso. É um canal direto de participação e votação. Confere lá em “Tua participação” e me diga o que acha dos projetos que estão em pauta na Câmara agora 😉

Se eleita, meu voto na Câmara levará em consideração a opinião das pessoas que se manifestarem nessa ferramenta. Não é uma forma prática de ter voz e se manifestar perante as decisões da cidade?

Compartilhe
Facebook
| Voltar para o topo
Acompanhe os posts
Escolha o tema
Todas
Administração
Saúde
Educação
Esporte e Lazer
Serviços Urbanos e Segurança Pública
Meio Ambiente e Agricultura
Habitação e Assistência Social
Cultura e Turismo
Tema da Semana
Destaque Home
Posts mais populares
O que eu aprendi com Eduardo Leite
Projeto da ONU chega a duas escolas d...
Banco de Voluntários: você pode aju...
Eficiência no serviço público: alt...
Parklets: A cidade para as pessoas