Inicial > Blog da Mari
22/08/2018
Eleitor: Fique atento às fake news! [Sessão da Câmara – 21/08/2018]

Participei, na terça-feira, de um seminário  sobre fake news e eleições no auditório do Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat). O evento foi realizado pelo Ministério Público Eleitoral, em parceira com a Justiça Eleitoral e veículos de comunicação com o objetivo de aprofundar a discussão sobre esse tema tão atual.

Aqui, meu intuito é propagar as informações repassadas a nós e alertar você, eleitor, sobre o perigo de compartilhar ou simplesmente acreditar em notícias falsas. Nos Estados Unidos, especialistas acreditam que as fake news podem ter influenciado a eleição de Donald Trump.

No Brasil, a tentativa será a mesma. Aliás, agora mesmo, candidatos já usam deste artifício para se beneficiar. Jair Bolsonaro, presidenciável pelo PSL, tem o maior número de notícias falsas positivas rolando na rede. Tal manobra faz com  que ele ganhe cada vez mais apoio e crédito na base da mentira.

O mesmo acontece com outros tantos candidatos, que se utilizam de robôs ou outras tecnologias para espalhar fofocas no Facebook, WhatsApp ou outras redes.  Os órgãos eleitorais e dos próprios aplicativos trabalham para barrar as fake news, porém é um esforço árduo e prolongado.

Por dia, cerca de 6 mil páginas e perfis fakes são tirados do ar pelo Facebook. Ao mesmo tempo, a Justiça brasileira se atualiza frente às novas fraudes; recebe denúncias e as investiga; exige a exclusão das informações, caso sejam falsas, e autua os culpados.

Mas ainda assim os problemas persistem. Por isso, é necessário que o eleitor esteja mais atento do que nunca. Busque a fonte da notícia, vá atrás das informações corretas e ligue o desconfiômetro se algo é muito bom ou muito ruim. E, acima de tudo, não repasse algo que não tiver plena certeza.

Você pode estar sendo usado para propagar uma mentira, e por fim ainda poderá ser acionado judicialmente por conta disso. O compartilhamento de pesquisas falsas pode acarretar em multas de até R$ 100 mil; enquanto compartilhar notícias falsas pode lhe render uma multa de R$ 5 mil a R$ 10 mil.

Uma das notícias falsas mais compartilhadas hoje é de que a maioria de votos em branco ou a maioria de votos nulos anulam a eleição. Isso é totalmente enganoso. O eleitor que deixa de votar apenas perdem a chance de contribuir para um país melhor.

Está na hora das pessoas se envolverem mais, se comprometerem e perceberem que a mudança só é resultado de um esforço coletivo. Depende de todos nós o fim das fake news e depende de todos nós o avanço ou a derrocada deste país.

 

Compartilhe
Facebook
| Voltar para o topo
Acompanhe os posts
Escolha o tema
Todas
Administração
Saúde
Educação
Esporte e Lazer
Serviços Urbanos e Segurança Pública
Meio Ambiente e Agricultura
Habitação e Assistência Social
Cultura e Turismo
Tema da Semana
Destaque Home
Posts mais populares